Diferenças entre Webmail, POP3, IMAP e Exchange

Diferenças entre Webmail, POP3, IMAP e Exchange

Se você está aqui quer saber qual a diferença entre WebMail, POP3, IMAP e Exchange, se você é um desenvolvedor, criador, executivo ou apenas um curioso não importa. Você  possivelmente deve mandar alguns emails todos os dias.

Se você usa Gmail, Hotmail, Yahoo mail ou qualquer outra empresa de e-mail, você pode estar com algumas dificuldade em configurar contas de e-mail.
Vamos aos problemas e dúvidas mais comuns quando se trata de configurar novas contas de e-mail e explicar a diferença em linguagem clara.

Clientes de E-mail X Webmail

Antes de explicar os diferentes protocolos usados para baixar e-mails, vamos entender a diferença entre os clientes de e- mail e o webmail.
Se você já criou um Gmail, Hotmail ou outra conta de e-mail, é possível que você tenha usado o webmail da empresa.

Mas se você trabalha em um escritório e usa um programa como o Microsoft Outlook ou o Windows Live Mail entre outros.
Você possivelmente está usando um cliente de e-mail.

Ambos Webmail e clientes de e-mail são aplicativos para enviar e receber e-mail, eles usam métodos semelhantes para fazer isso.

O Webmail é um aplicativo que é escrito para ser operado através de um navegador, geralmente sem precisar baixar nada.
Todo o trabalho, é feito por servidores remotos das empresas de e-mail via internet.

Os clientes de e-mail são programas que são instalados em computadores.
Eles interagem com servidores de e-mail remotos para fazer o download e enviar e-mails, todo o trabalho ainda é feito em servidores remotos, mas tudo é baixado , visualizado e enviado de seu programa instalado no computador.

Muitos provedores de Webmail permitem que os usuários usem clientes de e-mail com seu serviço.
E é aqui que tudo pode começar a ficar confuso. Vamos a um exemplo rápido para explicar a diferença:

Criamos uma conta de e-mail no Gmail, e começamos a enviar e receber e-mails através do serviço de webmail (site do Gmail).

O Google está fornecendo duas coisas para nós: um frontend na web e um backend de servidor de email para enviar e receber os emails.
Nós nos comunicamos com o backend do servidor de e-mail usando o frontend do webmail.
Através do nosso cliques e digitações estamos dizendo ao servidor de e-mail para quem queremos enviar e-mails e o que queremos dizer.

Mas se decidirmos que não gostamos do novo visual do Gmail, então decidimos trocar para um cliente de e-mail.
Vamos usar um cliente de e-mail gratuito como o Thunderbird em vez de usar o frontend do Gmail (site do Gmail).

Nesse caso o Thunderbird vai ser nosso frontend que vai se comunicar com os servidores do Gmail.
Você ainda poderá acessar sua conta do Gmail via navegador e quando desejar usar o cliente de e-mail em seu computador ou celular.

Sabendo a diferença entre cada um, vamos dar uma olhada nos protocolos de e-mail comuns que você usará nos clientes de e-mail para se conectar aos servidores e e-mails para receber e enviar e-mails.

POP/POP3

POP é uma forma antiga de recuperar informações de e-mail de uma Internet muito diferente da que usamos hoje.
Os computadores tinham acesso muito limitado a internet.

Os engenheiros criaram o POP em um esforço para criar uma maneira simples de fazer o download de e-mails para leitura off-line.
E remover esses e-mails do servidor remoto, a primeira versão do POP foi criada em 1984, com a revisão POP2 criada no início de 1985.

POP3 é a versão atual deste sistema de envios de e-mails, e é um dos mais populares.
O POP3 cria cópias de e-mails e exclui as originais do servidor.

Então os e-mails ficam apenas no computador ou celular onde foi baixado.
Não podendo mais ser acessado via Webmail ou qualquer outro cliente em outros computadores.

IMAP

O IMAP foi lançado em 1986, mas parece ter sido feito para os tempos atuais, pois está sempre conectado à Internet.
A ideia inicial era dar a capacidade de ler seus e-mails em vários clientes de e-mails em vários computador como se estivessem na nuvem.

Por não remover os e-mails ao baixa-los o IMAP tornou-se extremamente popular.
Como o IMAP armazena emails em um servidor remoto, você tem um tamanho limitado dependendo das configurações fornecidas pelo serviço de e-mail.

Se você tem um grande número de e-mails que deseja manter, você pode ter problemas ao enviar e receber e-mails quando sua caixa estiver cheia.
Alguns usuários contornam esse problema fazendo cópias arquivadas locais de e-mails usando seu cliente de e-mail e excluindo-os do servidor remoto.

Exchange

A Microsoft desenvolveu o MAPI pouco depois dos famosos IMAP e POP terem sido desenvolvidos pela primeira vez.
Embora tenha usos além dos simples e-mails comparar IMAP e POP com o MAPI é bastante técnico e fora do nosso assunto aqui.

Simplificando o MAPI é um meio para que os aplicativos e os clientes de e-mail se comuniquem com os servidores Microsoft Exchange.
Sendo assim capaz de sincronizar e-mails, contatos, calendários e outros recursos, todos vinculados a clientes ou aplicativos locais de e-mail.

Esta função de sincronização de e-mails é marcada pela Microsoft como Exchange ActiveSync.
Como o Exchange e o MAPI são produtos da Microsoft, apenas as empresas que possuem seus próprios servidores de correio do Exchange ou usam o Outlook poderão usar o Exchange.

Muitos clientes incluindo o cliente de e-mail padrão do iPhone e Android, são capazes de usar o Exchange ActiveSync.
Oferecendo aos usuários do Outlook o IMAP baseado em nuvem, apesar do Outlook não oferecer funcionalidade IMAP real.

Agora você sabe as diferenças básicas entre eles, e poderá escolher a que melhor servir a você.

Como Adicionar SWAP no Ubuntu 14.04

Como Adicionar SWAP no Ubuntu 14.04

Se você usa um VPS, com pouca memória, uma maneira fácil de aumentar a capacidade do servidor é o SWAP, e adicionar SWAP no Ubuntu...
Corrigir o Erro 504 Gateway Timeout Nginx

Corrigir o Erro 504 Gateway Timeout Nginx

Um erro comum quando usamos Nginx seja com FastCGI PHP-FPM ou Proxy reverso é nos deparar com o erro 504 Timeout.Para corrigir o e...
Como Instalar FFMPEG no Centos 7

Como Instalar FFMPEG no Centos 7

Se você trabalha com conversão vídeos e musicas em servidores precisa do FFmpeg, no CentOS 7 é super simples a sua instalação.Vamo...
Como Instalar PHP 5.4 no CentOS 6

Como Instalar PHP 5.4 no CentOS 6

O CentOS 6 é um ótimo sistema para servidores web, mas ele não modifica seus softwares com frequência.Tanto é que ainda hoje o PHP...
Ainda não há comentários !

Envie o seu comentário: